terça-feira, 6 de março de 2018

5 coisas que aprendemos com a idade

Com o passar dos anos aprendemos muitas coisas que, durante a adolescência, estaria fora de questão. A verdade é que, mais velhas ou não (maduras!), mudamos de opinião relativamente a vários aspetos. 

Gostariam de saber quais são ?

Ora vejamos:

- Fast food é bom ... mas "comida de verdade" ainda melhor
A verdade é que durante a adolescência sempre fomos viciadas em hambúrguers, cachorros e pizzas mas agora passamos a apreciar outro tipo de gastronomia. Hoje em dia não trocamos comida de faca e garfo por comida rápida, isso é um facto.

- Pensar duas vezes antes de fazer qualquer compra
Já diziam os nossos pais "O dinheiro não estica nem nasce nas árvrores. Quando tiveres o teu dinheiro vamos ver se não pensas duas vezes". A verdade é que nunca gostamos de ouvir isso ou ser contrariadas, precisamos sempre de tudo para ontem mas não poderíamos estar mais de acordo com os nossos pais. Será que realmente precisamos de determinado objeto ou é desejo de consumo? Atualmente já trabalhamos e temos outras despesas e necessidades. Isto reflete-se em vários aspetos, nomeadamente roupa, maquilhagem, saídas, etc.
Estavas a guardar dinheiro para as férias ou para aquela carteira mas entretanto avariou o computador e tens de arranjar? Tens o quarto para remodelar mas queres ir de férias? Tens que JUNTAR! O dinheiro infelizmente não estica nem cai das árvores, daí só mesmo frutos. Pensando bem, as coisas que nos custam a obter até sabem melhor - são mais valorizadas e estimadas.

- Nada é dado como certo e não adianta de nada lamentar
Cabe a cada um saber lidar com os imprevistos seja em termos de relacionamento pessoal, familiar ou financeiro. Não é a lamentar, dizer que a nossa vida não presta, que somos uma porcaria que as coisas se vão resolver. Acabaste com o teu namorado? O teu amor não é correspondido? Não estás satisfeito com o trabalho? Tudo tem solução, não podemos é fazer dos problemas um "bicho de sete cabeças", claro que ficamos mal e fazemos o nosso "luto". Temos 15 minutos para ficar mal e lamentar, depois devemos erguer a cabeça e contornar a situação. Se tivermos saúde, todos os outros problemas têm solução e não devemos lamentar e ir chatear as outras pessoas. Todo o mundo tem problemas, é certo que uns maiores que outros mas todos os resolvem ou pelo menos deveriam para se tornarem pessoas melhores e mais felizes.

- Respeito é a base de todos os relacionamentos
Devemos sempre dar valor aos nossos pais e se a coisa que sempre nos ensinaram é que o respeito é a base de qualquer relacionamento, seja pessoal ou trabalho. A partir do momento em que existe falta de respeito tudo começa a quebrar e correr mal. Devemos sempre respeitar todos, mesmo aqueles que não nos respeitam pois caso contrário iremos descer ao nível deles e perder tempo com essas pessoas.

- Ser feliz sozinha
Apesar de gostarmos de viver em sociedade, estar com os nossos amigos e família sabemos que nos é incutido que todas as mulheres que não são casadas ou não namoram são infelizes. Isto não é de todo verdade. Ambas tínhamos esse ideal, imaginávamos que por esta altura estávamos em pontos de vida completamente diferente e acreditávamos que ficar sozinha era o pior que nos poderia acontecer, que sentiríamos sempre necessidade de ter alguém seja amigos, família ou namorado mas, descobrimos que conseguimos ficar sozinhas e até gostámos disso. Existem diversas formas de obter a felicidade seja através de trabalho, família, amigos, viagens... É o nosso tempo, ir ao centro comercial sozinha, ir ao cinema, trabalhar não tem de ser sinónimo de solidão e tristeza! Pelo contrário defendemos que quando fazemos tudo isto e estamos felizes sozinhas é quando realmente nos podemos entregar a outras pessoas, antes de tudo temos de estar bem connosco para poder transmitir isso as outras pessoas caso contrário vivemos em função dos outros.



Então, gostaram do post? O que acham sobre as mudanças que vão acontecendo na vossa vida?


Um beijinho,

I. e A.

2 comentários: